Magnífica reprodução a bico de pena do meu grande amigo XICO (Francisco Carlos S. da Silva) Arquiteto da UFRGS e Designer Gráfico de primeira, retratando o descanso de carreteiros nas várzeas de Porto Alegre no início do século XX.
.
.

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu nos Campos de Cima da Serra - 1ª Parte

Entre os dias 13 e 17 de abril de 2012, ocorreu a II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu nos Campos de Cima da Serra Gaúcha. A organização ficou a cargo do Comandante Marco Aurélio Angeli (Zoreia), Sérgio Gaudério Barbosa e Valter Fraga Nunes. Esta tropeada ocorre a cada dois anos, coincidente com o Seminário Nacional sobre Tropeirismo - SENATRO, em Bom Jesus/RS, na qual se faz a abertura oficial. A tropeada tem por objetivo mostrar na prática o ofício do tropeiro que por mais 200 anos movimentou a economia do Brasil do século XVIII até a metade do século XX. Inicialmente com as grandes rotas, como o caminho do Mar, desde  da Colônia de Sacramento até Sorocaba, depois pelos Campos do Viamão, pelas Missões e posteriormente a nível regional, internamente em cada Estado. Além disso, oportuniza as pessoas das diversas localidades por onde passamos a visualizarem ou para os mais antigos, relembrarem a figura do tropeiro com os muares soltos ou com os cargueiros, afinal eles são as peças fundamentais dos nossos estudos. Diria até mais, convidados de honra, pois nada é mais agradável do que falar, discutir, exaltar, sobre algo que esteja presente entre nós.

A primeira Tropeada ocorreu em  2010, iniciando no dia 17 e terminando no dia 21 de abril, dia que iniciou o X SENATRO como pode ser revisto nos arquivos deste blog nos meses de abril a junho de 2010 e março de 2012. Nesta segunda edição houve um aumento no números de muares soltos e cargueiros durante o percurso, caracterizando melhor a proposta da tropeada.

Para a terceira Tropeada, em 2014, existem muitas ideias aflorando, principalmente nesta parte do envolvimento maior junto ao SENATRO e com as comunidades por onde passamos. Talvez mantendo um pouso permanente durante o evento para que a população local e visitantes tenham acesso a um cenário histórico de como os tropeiros se viravam antigamente, principalmente sem celular e internet, algo impossível atualmente, rsss. Mas isso é assunto para mais tarde, vamos ao que aconteceu na II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu nos Campos de Cima da Serra Gaúcha.

No dia 12, os participantes de Viamão, eu, o Wernek, o Luizinho e a Lair, chegamos pela manhã em Taquara/RS, no criatório do grande amigo e irmão de tropeada Zoreia, para iniciarmos os trabalhos de preparação do material e embargue do animais. Lá já estava outro grande amigo, o Edson Rodrigues e sua égua Haflinger. Logo depois do almoço embargamos os animais e subimos a Serra até a Fazenda do Pinto de propriedade do grande tropeiro Zé Fonseca e de sua esposa tia Laura. No caminho encontramos outro grande amigo o Zé Ferreira, juntamente com o Sr. Marçal que também participariam da jornada.

Chegamos ainda dia e conseguimos apreciar as lindas paisagens da Fazenda do Pinto.

Alimentamos os animais.

Sr. Edson Rodrigues de Taquara (sentado) e o Sr. Marçal Dias Peixoto de Gravataí (em pé).



Jantamos uma comidinha bem tropeira, preparada pela esposa do Zé Fonseca, Dona Laurentina, que carinhosamente chamamos de Tia Laura.


O Sergio Barbosa Chegou a tempo para o jantar e prosear um pouco com o Zé Fonseca.

Mais tarde chegaram a Lucia e a Arlene.
Armamos o acampamento, banho e se fomos para a cama, pois o dia seguinte será cheio.


Vejam mais fotos do dia 12, clicando nas imagens abaixo.
II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 12.04.2012 - Wernek

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 12.04.2012 - Zé Ferreira

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 12.04.2012 - Valter

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 12.04.2012 - Lair


Dia 13, sexta-feira. Acordamos cedo, alimentamos os animais, tomamos um cafezão e começamos a preparar a tropa. Juntaram-se a nós os Senhores Enésio e Adão, completando a tropa em 16 pessoas, 12 cavaleiros, 4 apoios e 10 muares soltos. Aos poucos iremos apresentar todos os integrantes desta tropeada.
O trajeto.

Aprontando os animais.




Luizinho Nunes de Viamão, passando as últimas instruções para "Meia Noite", que escuta atentamente.


Os participantes.


Srª Arlene Fritzen de Campo Bom e Sr. Sérgio Gaudério Barbosa de São Francisco de Paula, um dos Coordenadores desta Tropeada.



Sr. Marçal Dias Peixoto de Gravataí.


Eu e minha mula "Meia Noite", José Cardoso da Fonseca (Zé Fonseca) e o burro "Canivete".



O Comandante Marco Aurélio Angeli, o Zoreia, dando início a Tropeada.

E lá se vamos.



Estrada Caminho do Meio, RS 110.


Passagem pelo Rio do Pinto.



Rio Santa Cruz.



José Antonio Ferreira, o Zé Ferreira, grande amigo e colaborador deste blog com muitas fotos.


Mais um riacho.



Fazenda Santa Cruz, conservando parte das mangueiras de pedra.



Sr. Adão Mozart Martins mais um amigo de Taquara.


Grande amiga e colaboradora deste blog, Luciana Heitelvan de Taquara.


A cachorrada nos acompanhou até o limite da Fazenda.


Sr. Wernek Bandeira da Costa, de Viamão.



Mas que sede!

Outra Fazenda, desta vez no Cerrito,


Lair Alves do Nascimento, esposa do Luizinho, montada no meu burro "Guri". Catarinense, mas moram há muitos anos em Viamão.

Casa antiguíssima.


Uma ajudinha para subir.


Só elas, Lair (E), Arlene (C) e Luciana (D).




Na frente o Morro do Cerrito, ponto mais alto de São Francisco de Paula (1083 metros)


Pelo caminho, muita plantação de batata-inglesa.



E de milho.



Bela tomada.


Grande Zé Fonseca. Estampa de tropeiro. Orgulho da nossa tropeada.


Belas paisagens




Sr. Enésio Hermes Breyer de Taquara.



Mais um riacho até chegarmos ao pouso.



Chegada ao pouso em Lomba Chata.







Zoreia dando uma acertada na égua madrinha.



Para aquecer, não pode faltar o fogo de chão. Além disso não tinha energia elétrica no local e a fogueira ajudou na iluminação.



O Alan Monteiro da Costa de Taquara, fazendo uma carne no arado.




Durante a noite a Srª Arlene fez uma ótima palestra sobre a obra de Érico Veríssimo, O Tempo e o Vento.

Veja mais fotos do dia 13, clicando nas imagens abaixo.
II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Zoreia

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Valter Fuji

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Valter Sony


II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Arlene

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Sérgio

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Wernek


II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Zé Ferreira

II Tropeada Cristóvão Pereira de Abreu 13.04.2012 - Luciana


Embora seja sexta-feira 13, que para muitos é um dia de azar, para nós foi um dia maravilhoso, cheio de muita paz, emoção e paisagens de tirar o fôlego. Então até o dia 14. Um abração a todos.

2 comentários:

  1. Reinaldo A. Fernandes18 de maio de 2012 08:06

    Linda tropeada, belas imagens, meu amigo Valter faceiro como lambarí de açude e seus parceiros de arreios. Um baita quebra costela do amigo Reinaldo.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal. Já estou com vontade de ver a parte II
    Abraços.
    Édson Zimmermann.

    ResponderExcluir